Setor Oeste: charme e tradição em Goiânia

setor oeste, goiânia
3 minutos para ler

Um dos bairros mais nobres da capital, o Setor Oeste une charme e tradição em um único lugar. Casarões e apês modernos se misturam entre belas e antigas construções em art déco com os edifícios contemporâneos. Situado entre os dois principais parques da cidade, o Bosque dos Buritis e o Lago das Rosas, o Setor Oeste é ideal para quem gosta de viver em meio à tranquilidade da natureza, mas com fácil acesso a conveniência.   

Mobilidade: o bairro oferece fácil acesso a outras regiões da cidade, visto que ali estão as duas principais vias da capital, as avenidas da Assis Chateaubriand e República do Líbano.

Lazer: Parque dos Lagos é o mais antigo da cidade e hoje funciona como point cultural e de lazer na capital, além de ser casa do Zoológico, que abriga mais de 500 animais, como hipopótamos, pítons, ararajubas, cujubis e macacos.

O Bosque dos Buritis é uma referência no bairro e um dos pontos turísticos mais famosos de Goiânia. É o mais antigo patrimônio paisagístico e conta com três lagoas artificiais, cascatas, calçadão de cooper e orquidário. Além dos dois principais parques da região, o bairro ainda oferece outras opções de áreas verdes, como a Praça das Mães e do Sol.

A Feira do Sol e da Lua são dois points do comércio local e ocorrem aos finais de semana. Tipicamente feirinha das pulgas, os locais oferecem diversos tipos de guloseimas e lembrancinhas locais. Há também playground para a criançada e o famoso letreiro “Eu amo Goiânia” para tirar boas fotos de recordação.  

Saúde: a região é bem servida de hospitais, como o Samaritano, São Francisco de Assis, Estadual da Mulher, Ela Maternidade e o Hospital do Coração de Goiás.

Vida noturna: não tão badalada quanto os bairros vizinhos, o Setor Oeste oferece poucos locais para curtir a vida noturna. Entre as opções destacam-se os pubs e barzinhos, como o Bolshoi Pub, Wood’s Goiânia, Belga Pub e The Dark Side Rock Bar. Fãs de sertanejo encontram o Villa Mix e Território do Cervejeiro.

Restaurantes: assim como o bairro, os comércios são bem tradicionais e, democraticamente, dividem espaço com os boêmios e mais descolados. Vale a pena conferir a Cervejaria Mangueiras, Pitgliano, Lifebox, Panela Mágica e Matsuri Sushi. Os amantes de churrasco encontram dois locais que estão há bastante tempo na região e são ícones na arte das carnes na grelha: a Churrascaria do Walmor e o Chão Nativo.

Imóveis: entre imóveis mais tradicionais arquitetados em art déco, há também inúmeros edifícios mais modernos, apesar de poucos lançamentos, como é o caso do bairro vizinho, Setor Bueno e Setor Campinas. O valor médio dos prontos para morar é de R$7,7m.

Você também pode gostar

Deixe um comentário