Saiba quais são os custos extras além do imóvel

custos do imóvel
5 minutos para ler

Comprar a casa própria é o sonho de muita gente, afinal, o lar é o melhor espaço para acolher e construir boas memórias. Mas essa realização requer muito planejamento financeiro e, quase sempre, conta despesas além do valor total imóvel. Pensando nisso, listamos as principais despesas ao adquirir seu patrimônio e dicas de como se planejar financeiramente. Continue lendo e saiba quais são os custos extras além do imóvel: #

Navegue pelo conteúdo: 

  • Avaliação bancária 
  • Despesas recorrentes 
  • Escritura pública 
  • ITBI 
  • Manutenções e reformas 
  • Mudança 
  • Registros do imóvel 

Avaliação bancária 

A avaliação bancária, como o nome sugere, é uma taxa cobrada exclusivamente pelos bancos. Antes que o financiamento seja liberado, esse custo é cobrado. Ou seja, a instituição irá avaliar o imóvel e todos os documentos necessários para a liberação de crédito. O valor da taxa varia de acordo com cada banco. 

Despesas recorrentes 

Além das taxas e impostos que precisam ser pagos durante a compra do imóvel, outras despesas não podem ser esquecidas.

O principal é o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), pago anualmente ao município de acordo com o valor relativo à venda da propriedade. No entanto, as porcentagens extras variam de acordo com cada município. O IPTU pode ser pago a vista ou parceladamente.  

Outro gasto comum são as taxas condominiais – caso seu imóvel esteja dentro de um condomínio. O valor será diferente para cada empreendimento e se baseará de acordo com os custos de manutenção das áreas comuns e estabelecimento do fundo de reserva.  

Escritura pública 

Diferente do que muita gente acha, escritura e registro do imóvel são coisas diferentes. A escritura é um documento que formaliza o acordo entre ambas as partes e autoriza a transferência de uma propriedade.

Entretanto, tenha em mente que este documento é necessário apenas em casos de compra à vista. Se você financiar o imóvel, o contrato emitido pelo banco substituirá a escritura.  

Lembre que o custo da escritura é tabelado e varia de acordo com o estado e valor total do imóvel.  

ITBI 

Sigla para Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis, o ITBI é um imposto municipal cobrado quando um imóvel é transferido para outra pessoa.

Em outras palavras, essa taxa é obrigatoriamente paga por quem compra e deve ser debitada antes da negociação. O percentual varia entre 2% e 4%, de acordo com o valor total do imóvel. 

Mas para o quê serve essa taxa? De acordo com a lei, esse imposto serve especificamente para os benefícios de quem adquire sua casa própria e garante a regularização de acesso a saneamento básico, energia elétrica e coleta de lixo etc. 

Registro do Imóvel  

O registro do imóvel é emitido pelo Cartório de Registro de Imóveis e confere a transferência de propriedade registrada na matrícula do imóvel.

Em outras palavras, é apenas a partir desse documento que a propriedade se torna do novo titular – que passa a ser o responsável legal pelo bem. 

O valor da taxa varia de acordo o estado do imóvel e é somado a outros tributos menores, com aproximadamente 2% a 3% do provável valor de alienação do imóvel.  

Confira mais informações sobre o RI e suas variáveis neste link

Manutenções e reformas 

Esse é um dos momentos mais esperados de qualquer pessoa que vai mudar de casa. Afinal, não tem nada melhor do que deixar a casa com o seu jeitinho.

Dependendo de como as reformas e manutenções serão feitas, o custo pode ser alto. Então avalie com antecedência o que é preciso realizar, como a decoração, troca de piso, compra de móveis etc., e inclua na planilha de gastos.  

Mudança 

Essa é, com certeza, a última despesa pensada. Contudo, o valor gasto com a mudança pode ser bem expressivo, ou seja, o preço do carreto pode variar de acordo com a distância e quantidade de mobílias que você já possui. 

Além do transporte, ainda há a desmontagem dos móveis e o empacotamento. Para cortar alguns custos, você pode pedir a ajuda da família e amigos para embalar a maior parte dos itens. Você também pode utilizar caixas de papelão pegas em supermercados. 

Dica boa é dica compartilhada 

Antes de efetivamente iniciar qualquer negociação, o importante é fazer um planejamento extenso e com todos os impostos, taxas e possíveis custos que podem surgir pelo caminho.

Pode parecer uma dica repetida, mas vale a pena relembrar: coloque tudo na ponta do lápis. Dessa forma você revê seu orçamento, pode calcular os mínimos detalhes e assim ficará mais fácil de organizar as finanças para comprar a sua casa dos sonhos! 

Gostou do conteúdo? Acompanhe mais conteúdos desse tipo nas nossas páginas no Facebook e no Instagram para não perder nenhuma novidade. 

Você também pode gostar

Um comentário em “Saiba quais são os custos extras além do imóvel

Deixe um comentário