Quais cuidados devo ter com o contrato de compra e venda de imóvel?

contrato de compra e venda de imóvel
6 minutos para ler

Quem nunca ouviu a famosa frase “nunca assine nada sem ler”? Bom, ela se aplica para diferentes tipos de documentos, inclusive para contrato de compra e venda de imóvel. É preciso ter bastante atenção, pois, com sua assinatura, você estará firmando tudo o que está escrito no papel e, desse modo, deve tomar alguns cuidados.

O contrato deve ser lido e relido para confirmar se seus direitos e deveres estão expressos nele, além de evitar problemas futuros. Ou seja, tudo o que foi negociado, além de outros detalhes, deve estar no acordo, pois, assim, tanto o vendedor quanto o comprador não sairão lesados de alguma maneira.

Pensando nisso, montamos uma lista para você com os principais cuidados que deve ter com o contrato de compra e venda de imóveis. Para saber todos os detalhes acompanhe abaixo! Vamos lá?

Entenda qual a importância de um contrato de compra e venda

O contrato de compra e venda é o que formaliza que a negociação foi realizada. Logo reflita: se alguma coisa faltar ou estiver mal-esclarecida, é possível que isso prejudique você, certo? Por isso, levantamos a importância de ter seus direitos guardados.

Ainda que o contrato não transfira o nome de um proprietário para outro, é onde existem todos os detalhes da negociação, ou seja, é lá que estarão escritas todas as informações que foram tratadas e observadas durante as conversas e visitas ao imóvel.

Além disso, antes da assinatura final, é muito importante que haja o acompanhamento de um profissional a fim de verificar as questões burocráticas, já que quem não tem conhecimento sobre isso poderá deixar algum detalhe muito importante passar batido.

Veja o que não pode faltar no contrato de compra e venda

Algumas coisas são essenciais em um contrato, seja para quem vende ou para quem compra. Atente-se a:

  • dados corretos — nome, nacionalidade, estado civil, RG, CPF, endereço de comprador e vendedor;
  • dados do imóvel — detalhamento do estado do imóvel, número de matrícula e em qual cartório se encontra o seu registro;
  • número de vagas na garagem — caso haja;
  • descrição da mobília do imóvel — caso haja;
  • quitação de cotas condominiais — caso compre um apartamento, é muito relevante que solicite do síndico ou da administradora um comprovante de quitação de cotas condominiais;
  • quitação de IPTU;
  • valor — deve ser o igual ao negociado, com o detalhamento do tipo de pagamento. Além disso, é importante que haja uma vistoria para que o preço cobrado seja coerente com o valor da propriedade;
  • parcelas e juros — caso compre financiado direto com a construtora, veja se há juros abusivos embutidos no contrato, a fim de não ter uma surpresa na hora do pagamento;
  • dados de pagamento — deve estar expressado qual a conta para transferência e o comprovante de pagamento para garantir a efetividade da compra;

Lembre-se, também, de conferir todas as clausulas que envolvem desistência ou multas. É importante ressaltar que o contrato é a formalização, enquanto a escritura confere a transferência de nome do imóvel. Somente o que determinará que a propriedade é legalmente sua é o registro de matrícula no Cartório de Registro de Imóveis.

Saiba quais são os cuidados essenciais que deve se atentar

Agora que você sabe a importância do contrato de compra e venda de imóveis e o que não pode faltar, acompanhe quais são os detalhes que merecem bastante atenção.

Verificar se o imóvel está bem descrito no contrato

O imóvel deve estar muito bem descrito no contrato. Tal detalhe é de extrema importância para quem quer vender a propriedade, pois, caso não haja o detalhamento, o comprador pode afirmar que, por exemplo, uma infiltração antiga não existia e exigir do vendedor o conserto.

Logo a melhor recomendação para isso é a contratação de uma empresa que faça a vistoria, adicionando todos os detalhes da casa no registro a fim de que não existam problemas após a negociação.

Verificar se a pessoa que está vendendo realmente tem a posse do imóvel ou autorização para vender

Esse tópico é muito importante para quem quer comprar. Infelizmente, muitas pessoas ainda caem em golpes, e esse é um dos mais recorrentes quando não existe uma imobiliária para intervir no processo. A venda deve ser realizada por aquele que tem o nome na matrícula do Cartório de Registro de Imóveis e não necessariamente de quem está vivendo no local no momento.

Por isso, ressaltamos a importância de analisar todas as informações para garantir que não haja fraude e que todo o processo resulte numa compra tranquila.

Desse modo, sabendo de todas essas informações, não dá para fazer tudo isso sozinho ou confiar cegamente no proprietário, não é mesmo? Uma empresa especializada pode se encarregar de fazer o contrato de forma justa para ambos os lados, evitando que existam futuros problemas, como golpe, supervalorização do imóvel ou outros erros burocráticos muito comuns.

Além de avaliar a casa ou o apartamento e estipular o valor correto, esse tipo de empresa ainda tem consultores que podem ajudar a escolher a melhor opção para você, trazendo o contrato pronto para ser assinado, sem burocracia e com rapidez. Um sonho, não é mesmo?

Viu como existem diferentes detalhes que fazem toda a diferença na hora de ter um bom contrato de compra e venda de imóvel? Além de ser um documento extremamente importante que confirma a posse da propriedade, o contrato deve ser justo tanto para quem vende quanto quem compra. Por isso, lembre-se de avaliar se a casa ou o apartamento está bem descrito e se a pessoa que está vendendo realmente tem autorização para isso. Dessa forma, você evitará possíveis dores de cabeça.

Agora que você sabe da importância de contar com uma imobiliária, não deixe de entrar em contato com a Desenrola. Além de contar com profissionais preparados para auxiliar durante a busca do melhor imóvel para cada necessidade, a gente tem uma base tecnológica para tornar tudo ainda mais eficiente.

Você também pode gostar

Deixe um comentário