Qual opção escolher: comprar ou alugar imóvel?

comprar ou alugar imóvel
6 minutos para ler

É muito normal que o senso comum diga que a locação pode significar dinheiro mal investido, afinal, não existe retorno sobre tal capital. No entanto, isso não é total verdade. Comprar ou alugar imóvel deve ser considerado de formas iguais pois ambos possuem benefícios dependendo do perfil do comprador.

A decisão de compra deve ser muito bem avaliada já que envolve bastante dinheiro e também o custo de oportunidade. Já o aluguel envolve, muitas vezes, a necessidade de um fiador e um contrato de tempo mínimo. Logo, nada melhor do que saber exatamente qual opção é a mais recomendada, não é mesmo?

Dessa forma, criamos este artigo com a finalidade de mostrar os benefícios de cada uma das opções e em quais opções e necessidade elas são mais indicadas. Portanto, se você não quer deixar de anotar nossas dicas continue a leitura conosco.

Entenda quando é mais indicado alugar um imóvel

Veja abaixo quais fatores são essenciais para o aluguel.

Vida muito dinâmica

Possui a vida muito dinâmica? Viaja o tempo todo a trabalho ou ainda não sabe em que cidade quer morar? Então comprar um imóvel pode não ser a melhor opção.

Caso você tenha o perfil de se mudar com frequência ou sua profissão exige que você esteja em frequente mudança o mais indicado é que alugue um imóvel. Por ainda não ter estabilidade em um lugar fixo é interessante que viva de aluguel até encontrar o lugar certo para investir seu dinheiro. Até lá, é possível avaliar diferentes localidades.

Juros de financiamento muito alto

A maioria dos juros SFH não podem passar de 12% ao ano, no entanto, sabemos que bancos cobram diferentes taxas por mês + TR. Por isso, caso o valor pese muito na parcela e no montante total, o aluguel continua sendo a melhor opção.

Desse modo, você pode continuar no aluguel até que as taxas sejam reduzidas e, após isso, começar a buscar pela sua casa própria.

Taxa de retorno baixa

A taxa de retorno é outro fator muito importante para continuar ou não no aluguel. A compra de um imóvel não deixa de ser um investimento e, desse modo, caso a taxa de retorno (valorização) seja menor do que uma aplicação em ações, por exemplo, é melhor investir o capital em outra opção até ter um montante maior.

Assim, é possível encontrar um imóvel com uma valorização que supere aplicações e justifique a compra. Logo, dentro desse cenário o mais indicado continua sendo o aluguel.

Veja quando é mais indicado comprar um imóvel

Agora que você sabe quando é melhor a locação iremos mostrar quando é mais benéfica a compra de um imóvel.

Vida estável

A vida estável diz muita coisa sobre um cenário positivo para uma compra do tipo. Quando se possui um trabalho onde haja plano de carreira ou uma família estruturada onde existem duas ou mais pessoas para arcar com as parcelas do financiamento a compra pode ser um bom investimento.

Com uma estrutura familiar e financeira sólidos, comprar um imóvel representa uma conquista e grande passo que pode ser feito de forma mais responsável. Por isso, neste caso, recomendamos a compra.

Capital para comprar à vista

Hoje em dia é muito difícil possuir um montante tão alto para comprar um imóvel à vista, principalmente se sua escolha for em bairros mais nobres, tamanhos avantajados etc. O financiamento, como já explicado, pode ser um problema caso os juros sejam muito altos.

No entanto, quando existe capital para comprar à vista a situação muda. Além de não ter que pagar por juros nem se comprometer com um financiamento bancário, o comprador ainda tem a possibilidade de negociar mais o valor total do imóvel já que o dinheiro será transferido diretamente para a conta do dono.

Ademais, caso você não possua outra opção de investimento do dinheiro e, portanto, seu custo de oportunidade seja reduzido, a compra é sim uma opção bastante válida neste cenário!

Programas como Minha Casa Minha Vida

Alguns programas de financiamento como usar o FGTS para a compra são bastante interessantes para amortizar o valor final das parcelas ou reduzir o valor total de entrada. Comprar com a construtora acaba sendo benéfico já que não há limite para o financiamento (no entanto, é importante pesquisar se a construtora não possui problemas financeiros para que não haja perda total do investimento em caso de possível falimento).

Outro programa bastante popular é o Minha Casa Minha Vida onde através da Caixa Econômica Federal é possível comprar o 1º imóvel com um financiamento mais alto e, algumas vezes, com a escritura gratuita.

Alguns documentos como a escritura representam 0,5% do valor total do apartamento, o que pode ser bastante caro. Por isso, caso seu perfil se encaixe no programa e o imóvel buscado também esteja dentro das condições dele a compra pode ser bastante benéfica.

É importante lembrar que ao comprar um imóvel existe um custo de oportunidade. Isso significa que quando se aplica um montante em uma opção, consequentemente outra opção é renunciada como, por exemplo, uma aplicação em investimentos. Logo, esse investimento renunciado que poderia gerar benefícios significa um custo de oportunidade.

Independentemente de alugar ou comprar um imóvel, é muito importante lembrar da importância de ter em contato uma imobiliária de confiança, que possua consultores que ofereçam as melhores opções para cada perfil de cliente, evitando perda de tempo e processos muito burocráticos.

Viu como é possível decidir entre comprar ou alugar imóvel? De acordo com a sua necessidade e os benefícios de cada opção é possível optar por aquela que faça mais sentido para o seu momento de vida. Por isso, não deixe de avaliar questões como dinamismo de sua vida, taxa de juros de financiamento, taxa de retorno do investimento, estabilidade familiar, dinheiro para comprar à vista etc. A partir daí não perca mais tempo e comece a sonhar com seu novo lar!

Gostou deste artigo? Então não deixe de assinar a nossa newsletter e receber conteúdos exclusivos em primeira mão a respeito do mercado imobiliário!

Você também pode gostar

Deixe um comentário